A irrelevância da clínica psicológica em um ambiente doentio

A irrelevância da clínica psicológica em um ambiente doentio

27 de agosto de 2019 0 Por petrusem

Não há nenhuma abordagem psicológica que negue a importância do ambiente no desenvolvimento psicológico e comportamental do indivíduo. Por ambiente, entenda: é tudo o que é externo a nós – pessoas, ambiente físico, animais. Tudo o que não é o indivíduo é o ambiente.

Pensando nisso, a primeira questão que surge é: como ficar saudável mentalmente ao fazer terapia com um psicólogo se o indivíduo continua vivendo em um ambiente doentio?

É difícil, porém, o papel do psicólogo que entenda esse contexto é ajudar o cliente a mudar o seu ambiente. Nem sempre é possível, é claro, mas a impossibilidade também é uma oportunidade: ao compreender que é impossível mudar o ambiente, pode-se tomar uma decisão de se afastar do que lhe causa mal.

Se o psicólogo não se atenta para esse detalhe das influências ambientais, a clínica psicológica pode se tornar irrelevante, tornando-se um “enxugar gelo” inútil, pois não está oferecendo ao cliente a autonomia e nem a percepção necessárias para resolver suas questões.