Por que as crianças fazem escândalo no supermercado?

Por que as crianças fazem escândalo no supermercado?

22 de agosto de 2019 0 Por petrusem

Nossos comportamentos se fortalecem quando são reforçados e se enfraquecem quando são punidos. Reforçar um comportamento pode ser qualquer acontecimento que ocorra após o comportamento e que estimule-o a acontecer de novo. Se eu dou “Bom dia” para alguém, ouvir um “bom dia” de volta é uma forma de reforço – isso fará com que eu dê mais bons dias no futuro. Se a pessoa me responde com alguma grosseria, eu vou evitar dar bom dia para ela no futuro.

E o que isso tem a ver com a criança fazendo escândalo no supermercado?

Imagine a seguinte situação:

A criança pede para a mamãe: “Quero bombom” e a mãe diz “Não” – essa é uma forma de punir o comportamento de pedir bombom.
A criança, então, insiste: “Quero bombom!” – só que dessa vez, a criança está um pouco mais irritada. Então a mãe diz: “Para você parar de pedir, vou te dar o bombom”.

O que a mãe fez? Reforçou o comportamento de pedir do filho quando ele estava começando a ficar irritado.

Na próxima vez que forem ao supermercado, o filho já pedirá, desde o início, irritado: “Quero bombom!!!”. A mãe, no entanto, está decidida a não dar o bombom e recusa todos os pedidos, mesmo irritados, do filho. Porém, quando o filho começa a fazer escândalo no supermercado, a mãe finalmente cede e dá os bombons para o filho.

O que acontece, a partir de então, é que o comportamento de pedir foi, gradualmente, se tornando mais agressivo até virar um escândalo no supermercado.

Os pais acham, geralmente, que ceder de vez em quando é MELHOR do que nunca ceder ao filho, porém isso cria o pior dos comportamentos, pois faz com que o comportamento reforçado seja o mais intenso possível. Ceder aos pedidos da criança, nesse exemplo dado, só quando a criança já está insistindo bastante, faz com que o que seja fortalecido é justamente o comportamento de pedir com agressividade.

O que fazer para controlar o comportamento da criança? Primeiramente: nunca ceder e de forma alguma. Assim, a criança saberá que não adianta pedir e, em algum tempo, seu comportamento de pedir acabará definitivamente.

Segundo: tenha regras. A criança pode comer bombom em algum momento (caso você seja um pai ou uma mãe que queira dar), porém é preciso ter momentos e situações para isso. Após estudar, após comer o almoço todo – regras claras e fáceis de serem seguidas que farão com que você controle o comportamento do seu filho.

Ao criar regras, você define que a criança pode ter o que quiser, porém se seguir certas condições definidas pelos pais.

Nas próximas publicações falarei mais sobre a criação de regras para crianças.